Archive for Dezembro 2012

Santa Claus Versus the Christmas Vixens

Santa Claus Versus the Christmas Vixens


Título original: Santa Claus Versus the Christmas Vixens
Diretor: Kirk Bowman
Ano: 2002



Natal! E o que mais combina com Natal? Vingança feminina! Mas se 'I Spit On Your Grave' foi um passeio no parque, 'Santa Claus Versus the Christmas Vixens' é o que você procura.

E que comece o ataque das Vixens!
   
As três amigas Kelly, Rose e Samantha preparam-se para a noite de Natal, com árvores e enfeites de PIPOCA. E como é natal, nada mais justo que receber um automóvel de presente.

As meninas comemoram e se preparam para receber o prêmio natalino.





Contudo, devido a um erro as garotas perdem o prêmio, e descontam a decepção na 'marvada pinga'.
 

Mas na bebedeira o apresentador 'noel' surge trazendo muitos presentes, exceto a famigerada chave do veículo.

As garotas resolvem partir para vingança contra Santa Claus. E se inicia a tortura...


 
Savvy Brown mostra seu potencial...

Mary Jane Paige não fica atrás e vai além..








E as torturas físicas se tornam psicológicas!



Mas um terrível erro foi cometido. Santa Claus era o verdadeiro Noel e não o Vendedor de Carros Natalino

E o natal termina com uma empalação épica de Santa Claus usando bengalas de açucar.


Extras:

Opinião do pato:
Filme com clima natalino e temática Sado. Obrigatório na coleção de qualquer perverso maníaco.

  

Posted in , | 5 Comments

Macho, Fêmea e Cia; (A Vida sexual de Caim e Abel)

Macho, Fêmea e Cia; (A Vida sexual de Caim e Abel)

Título original: Macho, Fêmea e Cia; (A Vida sexual de Caim e Abel)
Diretor: Mario Vaz Filho
Ano: 1986

Nada como um dantesca releitura do mito da criação para criar uma das maiores pérolas do cinema nacional.
No príncipio dos tempos, Adão não suportava mais a prática onanística, então sensibilizado pelo pedido a mulher Eva foi concebida a partir de sua bunda. Apenas a trágica cena inicial com Adão se masturbando baniria esse filme, mas como o masoquismo está em voga, na cena seguinte após a criação de Eva a Cobra (Fernando Benini) mostra a árvore do conhecimento para ela. A interpretação de Fernando Benini como uma Cobra Amarela é antológica.

Antes de ser reconhecido pelo Programa de Sílvio Santos, Benini fez alguns filmes no Boca denre eles o WIP fodástico Prisioneiras da Selva Amazônica.



E então Adão e Eva se entregam a luxúria. E dessa relação nascem Abel (Patrícia Petri) e Caim. Por não haverem mulheres, Caim negocia com Abel e, nas palavras da Cobra Benini, "a viadagem começa". Abel é interpretado pela travesti Patrícia Petri (Sexo Erótico na Ilha do Gavião), figura recorrente nos filmes do Boca, que em diversas produções usavam atrizes travestis para aumentar o escopo do público.


Adão, pressionado pela Cobra Benini, povoa o mundo com mais mulheres, para evitar que seu filho Abel continue com seus hábitos. O irmão Caim o leva para um aprendizado, ao qual ele nega aprender ("eu fodo com o cu, pois está piroca não levanta" by Abel).

Desconsolado pelas tentativas frustadas, Caim procura Abel e o encontra com seu novo namorado (no príncipio dos tempos deveria ser romântico a frase "se não tem buceta vou mandar meu pau a merda"). Em um ataque de fúria Caim mata Abel com um chute! No saco!

Para tentar por fim a devassidão do mundo um dilúvio varre a terra. Contudo um pequeno grupo, liderado por um Noé-Generico, repovoa a terra com muitas orgias. E a mensagem do filme, sim ele possui mensagem! A próxima geração irá adorar sexo, futebol e carnaval, nas palavras do profético Cobra Benini.

Filme nacional que é tão péssimo que se torna uma pérola.

Extras:

Opinião do pato:
Não assistam! Em hipotése alguma! Nem que estejam sob tortura!

Quantos patos mortos:
 

Posted in , , , | Leave a comment

Search

Swedish Greys - a WordPress theme from Nordic Themepark. Converted by LiteThemes.com.